segunda-feira, 21 de abril de 2014

Estreia do Verdão - impressões.

Sábado o Verdão estreou no Brasileirão 2014 contra a Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó. O resultado foi um sonolento 0 x 0, onde a marcação deu a tônica do jogo. 

Sobre o estreia, de ponto positivo destaco a questão defensiva, tão criticada até a chegada de Roth ao comando técnico. Tanto no jogo do Cene quanto no de sábado, em nenhum deles o Coritiba sofreu grandes perigos defensivos. Muito pelo contrário, os adversários tiveram extremas dificuldades de furar a barreira defensiva criada pelo técnico alviverde. 

Tanto a volta de Leandro Almeida à zaga quanto a entrada de Baraka deram ao Verdão aquela segurança que faltava em seu sistema defensivo. O segundo aliás tem um início muito promissor, pois se mostrou seguro na marcação, sem cometer um excesso de faltas que possam lhe proporcionar a aplicação de cartões amarelos. Baraka tem tudo para ser fundamental na campanha do Verdão, mas para o status de ídolo é melhor aguardar um pouco mais.

Agora que Roth arrumou a defesa, está na hora de acertar o meio de criação e o ataque, os quais foram muito irregulares nas duas partidas. Há quem critique Júlio Cesar, mas acredito que este é o que mais faz no ataque Coxa. Oferece o primeiro combate, segura a bola no ataque, e tem se apresentado para o jogo. Em compensação, Robinho e Roni não dão a velocidade e continuidade que o Coxa precisa para oferecer perigo ao adversário. 

Se a necessidade é a contratação de jogadores ou o aproveitamento do elenco, Roth é o cara que tem a resposta. Mas é inquestionável que o Coxa ainda é muito dependente de Alex no ataque, e sem o craque em campo, o Verdão tem muitas dificuldades de criar oportunidades. 

É importante ressaltar que os 3 pontos da primeira rodada podem valer até mais que os 3 pontos da última rodada, dependendo da campanha durante o campeonato. Se o Coxa tem pretensões grandes para esse campeonato, ganhar fora jogos como o de Chapecó serão obrigações no decorrer do certame. Mas por hora não dá para reclamar muito, pois agora pelo menos temos um time em campo, não um amontoado.

Próximo jogo é em casa contra o Santos, próximo sábado. Chance de começar a somar pontos, e obrigação da evolução de alguns jogadores, antes que sejam colocados para esquentarem banco. Abram os olhos!

SAV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget