quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Primeiro ponto e prioridades públicas.

Como o Verdão ainda está esquentando as turbinas para o 2014, estou intercalando notícias do time com outros assuntos que são também úteis para o nosso cotidiano. Só estou fazendo este parênteses para não parecer que estou desvirtuando completamente o foco do blog, mas acho importante tratar não somente da instituição Coritiba Foot Ball Club, mas também de coisas que realmente podem agregar de alguma forma na nossa formação de opinião. Obrigado.

Primeiro ponto

Nesta quarta-feira o Coritiba conseguiu trazer seu primeiro ponto da mini excursão que realizou ao interior do estado. Empate em 0 x 0 com o Arapongas, em um jogo que se notou uma evolução considerável na equipe. 

Se contra o Maringá a Verdão pouco agrediu o adversário, nesta quarta as mudanças de Zé Carlos mostraram algum resultado, sobretudo com Maycon, que incomodou bastante pela direita enquanto esteve em campo, criando boas chances de gol durante todo o primeiro tempo. Importante saber que existem jogadores que podem efetivamente ser aproveitados no elenco principal, visto que imaginar contratações de peso dificilmente acontecerão, pelo menos em um futuro próximo. 

Obviamente o Arapongas teve suas chances, o que é normal por jogar dentro de casa, mas quando a zaga não deu conta de segurar o ataque adversário, o bom goleiro Willian Menezes se encarregou de fechar o gol. Segunda boa partida do nosso goleiro, mostrando que também tem condições de ser observado com mais atenção pelo técnico Dado e a comissão técnica para a equipe principal. 

Esta mesma equipe agora tem um clássico pela frente com o Paraná Clube no próximo final de semana. Prova de fogo para estes jogadores que buscam afirmação e um lugar no time considerado principal. Uma vitória será uma tremenda conquista para estes garotos, mas terão de mostrar uma evolução ainda maior da que ocorreu do jogo de Maringá para o de Arapongas, pois o adversário é bem mais qualificado.

Prioridades públicas 

Em meio ao palhaçada que estamos presenciando vendo o dinheiro público sendo muito mal utilizado na construções das estruturas que receberão a Copa do Mundo, sobretudo a questão Arena da Baixada, que é do nosso cotidiano, um bom exemplo vem de longe, mais precisamente de Estocolmo, na Suécia. 

Os políticos da cidade resolveram em votação recusar a possibilidade de sediarem os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022. A decisão pela recusa tem um motivo simples: a não utilização de dinheiro público para receber o evento, pois na visão dos políticos suecos, existem prioridades maiores a serem cumpridas junto à população com este dinheiro. 

Nas palavras dos políticos da cidade, usar o dinheiro público para custear um evento como este seria "especular com o dinheiro do contribuinte". Fora isto, o secretário municipal do Meio Ambiente de Estocolmo cita na reportagem que "não posso recomendar à Assembleia Municipal que dê prioridade à realização de um evento olímpico. Temos outras necessidades, como a construção de mais moradias".

Criando um paralelo entre o que está se vendo com as obras para a Copa do Mundo no Brasil e a decisão do parlamento de Estocolmo, podemos concluir que não somos levados à sério, definitivamente.

Quem quiser ler esta reportagem, clique aqui.

SAV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget