domingo, 17 de novembro de 2013

Imponderável.

Fui buscar no dicionário algumas definições da palavra imponderável para escrever a situação momentânea do nosso Verdão:

"Imponderável - adj (im1+ponderável) .... 2 Que não se pode avaliar.3 Que não merece ponderação. sm pl 1 Fís Fluidos cuja materialidade não pode ser revelada pelos instrumentos conhecidos. 4 Pequenos fatores que podem influir numa questão, mas não se podem definir ou prever."

Encerrado o jogo contra o Criciúma onde o Verdão novamente foi derrotado em casa, desta vez por 2x1, a definição de imponderável é a única que consigo encontrar para o atual momento da equipe. 

Está se tornando tão difícil mensurar o que pode estar mais influenciando negativamente o futebol coxa-branca, que somente o imponderável pode explicar. 

Pode-se atribuir os erros de contratações, os erros das comissões técnicas e jogadores, os erros escandalosos de arbitragem -que também nos favoreceram, porém em proporção muito menor- enfim, cada um pode ter sua própria definição de que fator pode estar influenciando nos resultados. Mas o certo é que o imponderável continua presente contra nós atualmente.

Como explicar duas vitórias maiúsculas contra líder e vice-lider do brasileirão, e duas derrotas em casa para equipes que disputam a parte de baixo da tabela? Não vejo explicação lógica para isto. Estamos falando do mesmo técnico, dos mesmos jogadores, da mesma torcida, do mesmo estádio.. enfim, só posso acreditar no imponderável.

Com a sequência que temos agora de dois jogos fora -Internacional e São Paulo- e um em casa -Botafogo- espero que novamente o imponderável aja, mas desta vez em nosso favor, e que alguma metamorfose aconteça para que o fantasma do rebaixamento se afaste de uma vez por todas. Afinal de contas, se a fé e a torcida não estão sendo suficientes para mudar o atual panorama, que o imponderável nos auxilie, porque se pensarmos de forma racional, o descenso parece ser algo mais real do que a manutenção na série A neste momento. 

Oremos.... ao imponderável!!!

SAV


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget